MEDICAMENTO: CARBO VEGETABILIS






CARBO VEGETABILIS


“Carbo vegetabilis ou carvão vegetal ou carvão do bosque se obtêm deixando calcinar a madeira em vasos cobertos até que não eliminem mais fumaça. Para a produção em grande escala os carvoeiros substituem o recipiente fechado por uma camada espessa de terra úmida que cobrem a pirâmide de madeira que vão calcinar.
Para uso medicinal se utiliza carvão provenientes de madeiras brancas: salgueiros, bétulas, álamos e principalmente as faias. A partir dele preparamos para uso homeopático as três primeiras dinamizações de Carbo vegetabilis por trituração. Carbo vegetabilis não é um carvão puro,contêm um pouco de carbonato de potássio”.  ( J.A. Lathoud). 

“ Carbo veetabilis é uma substância inerte tornada medicinal e poderosa, e convertida num grande agente de cura, triturando-a bastante. Dividindo-a suficientemente, torna-se similar. É um grande monumento a Hahnemann e totalmente inerte em sua forma bruta e seus reais poderes de cura quando surgem sem que seja suficientemente potencializada... Um medicamento abrangente, profundo e de longa ação”. (Kent).


“Desintegração e oxidação imperfeita é a tônica deste medicamento”. (Boericke, William M.D.).


“O carvão de qualquer tipo de madeira, completamente aquecido até a incandescência, manifesta uma uniformidade em seus efeitos sobre a saúde humana, depois de adequado desembaraço e desenvolvimento do seu espírito medicinal eu empreguei o carvão da madeira do vidoeiro. (Nota da editora Robe: Bétula: designação de várias ávores ou arbustos da família das betuláceas, particularmente a espécie Betula alba, comum na Europa, cuja madeira, branca se emprega como lenha, e cuja seiva fornece açúcar e uma bebida alcoólica)”. (Hahnemann)





O NÃO RECONHECIMENTO DO PODER CURATIVO DO CARVÃO VEGETAL PELOS MÉDICOS

Desde os tempos mais remotos, os médicos tem considerado  o carvão como sendo não medicinal e impotente. O empirismo apenas colocou dentre os ingredientes de seus pós altamente compostos para epilepsia, o carvão da madeira da lima, sem ser capaz de aduzir qualquer evidência da eficácia desta substância por si mesma. ( Hahnemann – Matéria Médica Pura).


PÚTRIDAS CONFORME O PRINCÍPIO DA QUÍMICA. A DIFERENÇA ENTRE O PODER DO CARVÃO QUÍMICO E DO CARVÃO HOMEOPÁTICO

“Desde que Lowits, de St. Petersburg, descobriu as propriedades químicas do carvão de madeira, especialmente seu poder de remover de substâncias pútridas e bolorentas seus cheiros ruins, e de preservar os fluídos dos seus odores fétidos, é que os médicos começaram a empregá-lo externamente. Eles aconselhavam lavagens da boca com carvão em pó em casos de fedor do hálito, a aplicação do mesmo pó em úlceras pútridas, e em ambos os casos o fedor era imediatamente removido. Administrado internamente na dose de vários dracmas, ele removeu o odor desagradável das fezes em disenteria de Outono.
Mas isto é meramente um uso químico do carvão de madeira, pois ele retira o odor asqueroso de água pútrida quando misturado com ela em pedaços não pulverizados, e de fato, faz assim de modo mais eficaz em fragmentos brutos.
Esse emprego medicinal dele era, como tenho dito, simplesmente químico, e de forma alguma uma utilização dinâmica penetrando na esfera vital interna. A boca enxaguada com ele somente permanecia livre do fedor por umas poucas horas. O odor asqueroso da boca retornava todo dia. A antiga úlcera não era melhorada por ele e o fedor, quimicamente removido por este durante o momento, sempre retornava. O pó ingerido na disenteria outonal eliminava o fedor das fezes quimicamente, porém por um curto tempo; a doença permanecia e o cheiro repugnante das fezes logo retornava.
Num tal estado rude pulverizado, o carvão consegue excitar quase nenhuma outra do que uma ação química. Uma quantidade considerável de carvão pode ser deglutida em sua condição bruta comum sem produzir a mais a leve alteração da saúde”. ( Hahnemann- Matéria Médica Pura).

O PODER DO CARVÃO VEGETAL HOMEOPÁTICO


“É apenas pela trituração prolongada do carvão(como de muitas outras substâncias inertes e aparentemente impotentes) com uma substância não medicinal, tal como o açúcar de leite, que sua força medicinal dinâmica interna oculta, e no estado cru, latente e, por assim dizer, adormecida, pode ser despertada e trazida à vida. Isto pode ser feito triturando um grão do carvão de madeira por uma hora com 100 grãos de açúcar de leite; mas seu poder será desenvolvido ainda mais viva e poderosamente se um grão deste pó for triturado, por uma hora, com outros 100 grãos de açúcar de leite, e será tornado ainda mais eficaz (potencializado) se um grão deste último pó for novamente triturado, por uma hora, com outros 100 grãos de açúcar de leite. Deste modo, uma milionésima (CH3) atenuação do pó é produzida, uma pequena porção de um grão do qual, umedecido com uma gota de água e ingerido, produz grandes efeitos medicinais e desarranjos da saúde humana.
Os seguintes efeitos puros, peculiares, do carvão de madeira, sobre a saúde humana, foram causados pela ingestão de uns poucos grãos desta milionésima(CH3) atenuação do pó do carvão de madeira. Suas forças medicinais podem ser desenvolvidas num grau ainda maior por uma trituração a mais com 100 partes de açúcar de leite fresco ; mas para uso medicinal homeopático uma potencialização mais forte do carvão de madeira do que a milionésima atenuação, não deveria de modo algum,ser empregada”.(Hahnemann- Matéria Médica Pura).


O ANTÍDOTO


“A Produção ocasional, em pacientes sensíveis, de ação muito energética por uma pequena dose dessa preparação é logo diminuída por cheirar muitas vezes uma solução saturada de cânfora em álcool, e aparentemente, completamente removida pelas freqüentes repetições de olfação”.( Hahnemann – Matéria Médica Pura).


Carvão é o resultado de um processo que foi detido, bloqueado. É a madeira que devia tornar-se gás carbônico e cinzas, transformando-se em carvão. Constitui uma forma impura de carbono(85% a 95%). Uma das características principais do carvão mineral é a grande porosidade.
Carvão é o produto da combustão incompleta da madeira, isto é, a madeira que no processo de combustão deve transformar-se em gases e cinzas, sofrendo a interrupção do processo de combustão e permanece situada no limiar da transformação do sólido para o gasoso. No indivíduo Carbo Vegetabilis vamos observar nitidamente seu sofrimento nesse limiar. Diremos que ele sofre pela transição ou pela dificuldade em trancender.

Guarda extrema relação com o material que provém: o carvão vegetal; material que no estado combustível é ardente e quente por dentro, e quando apagado é frio por fora; um frio que encerra algo quente. Assim é Carbo vegetabilis, ardente por dentro e frio por fora. Se tocarmos está frio, com suor frio, língua fria, corpo frio, pálido como um cadáver, pulso filiforme(delgado como um fio;fraco (Aurélio)).
Estado de colapso com todas as características. Sente calor e desejam que o abanem; também o calor externo lhe faz mal.

PATOGENESIA. PATOLOGIA.

Lentidão, preguiça e turgência: estas são os estados que se apresentam sempre em sua patogenesia. Em Carbo vegetabilis tudo é lento, túrgido, distendido, inchado: mãos inchadas, veias inchadas. A cabeça está como cheia de sangue, extremidades pesadas a pensar, preguiça, indolência, só quer ficar deitado e dormir.(Lath).

com gases de incêndio, por exemplo: Carbo vegetabilis é um grande medicamento!”

Hahnemann nos conta que em uso químico do carvão vegetal que  retira os odores fétidos da água pútrida. Isto é simplesmente um emprego químico, não dinâmico penetrando na esfera vital. A boca enxaguada permanecia livre do fedor por umas poucas horas. A antiga úlcera não melhorava, e o fedor, quimicamente removido naquele momento, sempre recorria.


“ Quando se fala em despoluir às águas com homeopatia soa-se como algo inaceitável, como coisa de gente extraterrestre, de gente fora da realidade,de pessoas loucas, de gente de cabeça oca, mas Hahnemann deixou esta informação para a humanidade. Quando os humanos vão aceitar que Carbo Vegetabilis vai ser um dos agentes despoluidores das águas correntes do nosso Planeta?” ( Professor José Alberto Moreno – Homeopata Não Médico).


Simbologia

Carvão é o símbolo do fogo escondido, da energia oculta; a força do sol furtada pela terra está dissimulada em seu seio; reserva de calor. Um carvão em brasa representa uma força material ou espiritual contida, que aquece e ilumina, sem chama e sem explosão. O carvão negro e frio representa somente virtualidades: necessita de uma centelha ou de um contato com o fogo para revelar sua verdadeira natureza. Realiza então a transmutação alquímica do negro ao vermelho. É como uma vida extinta e incapaz de reacender-se por si mesma, quando permanece negro. (Cecílio).



Dinâmica Miasmática


Psora
Falta de confiança -  A forma de viver esse sofrimento em relação com os demais está expressada com os seguintes sintomas: transtornos por antecipação, ansiedade na presença de estranhos, a aversão à presença de estranhos, medo dos estranhos, covarde, acéptico, incapaz, tímido e  inapto para falar e aparecer em público,tem palpitações, o rosto incha e se torna roxo azulado. Irresoluto para casar-se, as coisas lhe parecem pequenas, vergonhoso e torpe. Assusta-se facilmente. (Trentin).

Sicose
Culpa indicando alguém que é desconfiado,que espia, que tem medo ao dano, com idéias fixas,vê caras, ouve passos, tem a ilusão que há alguém a seu lado. Tem a ilusão que é abandonado, com o desejo de companhia, se sente abandonado pela manhã, se ofende facilmente, é afetuoso.
Fantasias lascivas, libertino,ninfomaníaco, obsceno. (Trentin).
Obstinado, impaciente, apressado, desconfiado,mentiroso, cleptomaníaco e lascivo.(Bronf).
Ansiedade de consciência, modalizado com a ilusão como se houvera cometido um crime. A reatividade a essa culpa registrada nas rubricas: remorso, devoção religiosa,prejuízos tradicionais e nas ilusões sobre criminosos.(Trentin).
Ilusão que tem partes de seu corpo aumentado, a obstinação, a impaciência, o apuro em suas ocupações.(Trentin).

Sífilis

Atitude destrutiva está expressada através da indolência, aversão ao trabalho, indiferença a suas obrigações, indiferença por todas as coisas,aversão ao trabalho mental; aversão à companhia desejando sua morte.(Trentin).
Ansiedade de consciência, o abandono e a falta de confiança são o fundo de Carbo vegetabilis, mas aonde estão a diferença e a frialdade? A frialdade e a indiferença estão na fase sifilítica, junto com indolência, aversão ao trabalho, cansaço da vida e desejo de morrer. (Bronf.)
A opção sifilítica num supremo esforço para evitar o sofrimento psórico o fará aparecer duro de coração,indiferente com disposição suicida enforcando-se ou dando um tiro. Se sente desesperançado. Deseja morrer de tão infeliz que se sente, tudo lhe parece espantoso. (Trentin).



Ausência de reação: Transtornos após grave enfermidade ou injúria aguda. (Allen).

Cefaléia occipital com várias modalidades, por acalorar-se, depois de comer, no verão, por suores suprimidos. (Cecílio).
Após um choque emocional, se põe frio, torna-se pálido, sente falta de ar, pede para ser abandonado. (Trentin).
Grande medicamento dos quadros agudos infecciosos, ou de uma miocardite ou insuficiência cardíaca na fase aguda. (Min).
Enfermidade crônica, sintomas antigos, doença anterior, casos irrecuperáveis, casos confusos. Indicado em pessoas que nunca recuperaram  totalmente dos efeitos de alguma enfermidade. Utilizado como “Nux vomica” para “limpar” o caso. “Pessoas que não se desembaraçam dos maus efeitos de uma enfermidade anterior”. Usa-se quando a doença surgiu durante ou foi atribuída a uma doença ou acidente prévio. A asma de um sarampo ou coqueluche na infância, indigestão por excessos alcoólicos; efeitos nocivos de um antigo traumatismo, nunca se recuperou dos efeitos da febre tifóide. (Lath). (Trentin). (Vann).
Problema que vai e volta. Tendência à persistência e a cronicidade dos distúrbios. (Zissu).
Ausência de reação. (Gernsey).(Tyler).

“Indivíduos fracos e caquéticos, cujos poderes vitais tornam-se enfraquecidos. Esta observação se torna particularmente clara à luz daqueles casos nos quais a doença parece estar enxertada no sistema, em razão da influência depressora de algum desarranjo prévio. Por exemplo: o paciente nos conta que a asma o tem perturbado desde que apresentou tosse comprida na infância; outro tem tido dispepsia desde que bebeu demasiadamente há alguns anos atrás; outro nunca esteve bem desde que sofreu uma grave torção, que não pode ser considerada um problema hoje, mas suas indisposições surgiram desde quando ela ocorreu; outro sofreu esse traumatismo há alguns anos, não há vestígios aparentes no momento, no entanto suas queixas presentes datam do tempo da ocorrência daquele acidente. Será bom para o médico pensar em Carbo vegetabilis nos casos semelhantes, podendo apresentar fenômenos bem distintos, sendo provavelmente a homeopatia apropriada, cuja concordância de outros sintomas do caso com aqueles da droga servirá para corrobar”. (Nash).(Guernsey).(Tyler).

Intoxicações por monóxido de carbono, intoxicações agudas por gases, asfixia em crianças, animais, adultos e velhos, em tudo; tem que ter para urgência. (Boeninghausen).(Minotti).

Após choque traumático, com colapso circulatório.
A decomposição e uma oxigenação imperfeita são a base da ação de Carbo veg. O sangue parece estancar dos capilares causando cianoses, equimoses e esfriamento; sob
O paciente à semelhança do carvão está frio, gelado extremamente. Tem suores frios especialmente na testa. No entanto sente calor interno, pede para ser abanado e tem sensações queimantes. (Cecílio).
Sob sua influência, a composição do sangue se altera profundamente. (Lath).
Hálito fétido – odor fétido de substâncias pútridas.(Tyler).

HAHNEMANN: “ ...é somente através de trituração prolongada do carvão(como de muitas substâncias mortas e aparentemente sem poder) com uma substância não – oculto pode ser despertado e trazido à vida”.


KEYNOTE

Coloração azulada do corpo com terrível ansiedade cardíaca e frialdade gélida de toda a superfície. (Tyler).
Sensação como se a língua estivesse em carne viva, principalmente na ponta.
Seqüelas e transtornos que aparecem depois de uma coqueluche. Um dos melhores medicamentos que temos no começo da coqueluche. (Kent).
Cianose, septicemia, câncer, metástase.(Cecílio).
Estômago cheio e tenso com grande acúmulo de gases.
Kent diz que a plenitude abdominal agrava todos os transtornos do corpo. Pode haver até mesmo flatulência nos tecidos sob a pele.
Efeitos surpreendentes na gangrena,em um caso com o mais terrível fedor.(Tyler).
Pneumonia no terceiro estágio, com expectoração fétida, respiratória fria, suor frio e desejo de ser abanado. (Tyler).

“Carbo Vegetabilis é um dos nossos mais poderosos e preciosos remédios, às vezes um “levanta cadáver”,como já tem sido visto , e uma das comprovações mais surpreendentes do valor da grande descoberta de Hahnemann em relação à liberação de poder, nas substâncias inertes, através da dinamização ou subdivisão das partículas. (Vann).(Tyler).


Afonia que se agrava à tarde, no ar úmido e indolor. Tosse seca ou grossa com expectoração purulenta e fétida.Opressão. O enfermo não pode respirar.
Indivíduo com face pálida, amarelo acinzentada, esverdeada, fria como mármore, não tem cor uniforme. (Min).(Lath).
Tudo a respeito da economia é moroso, preguiçoso,distendido, inchado,fofo. As mãos são fofas,veias estufadas, o corpo parece cheio e túrgido, pernas cheias de forma que o paciente deseja colocar os pés para cima para deixar o sangue correr.



A escuridão o agrava. Escutar música lhe provoca palpitações. É hipersensível aos ruídos e durante a febre. Tem transtornos por antecipação por libertinagem e por excessos sexuais. Se ofende facilmente.
Aversão à presença de estranhos, os teme produzindo grande ansiedade. (Lath).
Aversão por gordura, ao leite,carne, manteiga. (Trentin).(Cecílio).(Allen).(Nelson).
Flatos ou eructos. (Cecílio).
Dor abdominal que se estende para os membros inferiores. (Cecílio).


CABEÇA

Dói devido a quaisquer excessos. Sente dores nos cabelos, que caem com facilidade. Prurido no couro cabeludo quando se aquece na cama. O chapéu aperta a cabeça como um peso enorme. Vertigens com náuseas e ruídos nos ouvidos. Acne na testa e na face. (Boericke).


OLHOS

Visão de pontos pretos. Astenopia, cansaço na visão. Olhos queimando. Dores musculares. (Boericke).


OUVIDO

Otorréia em seguida a doença exantematosa, febre eruptiva. Ouvidos secos. Má formação da cera do ouvido com descamação na camada epidérmica do meato.(Boericke).


NARIZ

Sangramento nasal em ataques diários com face pálida. Sangramento após esforço, com a face pálida. Ponta do nariz vermelha e descamando, prurido em volta das narinas. Varizes nas veias do nariz. Erupção no canto das alas nasais. Coriza com tosse, principalmente com tempo úmido. Esforços inúteis para espirrar. (Boericke).


EXTREMIDADES

Pesadas, rígidas, sente paralisadas, os membros ficam dormentes, falta de energia dos músculos, articulações fracas. Dores nas canelas. Câimbras nas solas dos pés; pés dormentes e suados. Frio dos joelhos para baixo. Dedos dos pés vermelhos, inchados.  


RESPIRAÇÃO

Tosse com prurido na laringe, engasgando e com vômitos de muco. Coqueluche. Voz grossa, falhando com pouco esforço. Rouquidão; pior ao anoitecer, peito doendo e ferido. Tosse com peito queimando, espasmódica. Face azulada, expectoração com mau cheiro, pneumonia. Hemorragia pulmonar. Asma em idosos. (Boericke).



ABDÔMEM

Extrema distensão e flatulência abdominal sobretudo na sua porção superior e melhora momentaneamente por eliminar gases.
Gases numerosos e fétidos.
O fígado e todos os outros órgãos estão em estado de grande torpor e lentos. Pode haver hipertrofia e dor espontânea. A circulação está lenta, entorpecida. (Lath).
RETO E FEZES – Ardor anal, com hemorróidas ardentes. Constipação com hemorróidas. Secreção úmida no anus. (Lath).

ÓRGÃOS GENITAIS

MASCULINO – Fraqueza e relaxamento dos órgãos genitais que pendem moles e frios. Espermatorréia. (Lath).

FEMININO – Prurido, ardor e escoriação da vulva. Varizes vulvares. Sensação de peso no útero, dando a impressão de estar pendente.
Leucorréia no pré menstrual, branca como leite, espessa e muito corrosiva. Menstruações precoces e muito abundantes, precedidas de dores, cãibras no ventre.
Antes da menstruação, cãibras no abdômen e cefaléia. Durante a menstruação vômitos e dores nos dentes, nos rins. (Jahr). (Lath).



“O Paciente desmaia com facilidade, está desgastado, muito debilitado. Sangue estagnado nos capilares. Corpo frio como gelo. As bactérias encontram um solo rico na corrente de sangue quase sem vida, resultando em estados sépticos e tifoidais. Congestão venosa, estado de colapso na cólera, febre tifóide. O paciente pode estar quase sem vida, mas a cabeça está quente, pulso imperceptível, respiração oprimida.Condições pútridas em todas as suas perturbações. Estagnação venosa generalizada.”(Boericke).



SINTOMAS MENTAIS

Sente-se abandonado, principalmente de manhã. Tem uma ilusão de haver sido materialmente abandonado em algum deserto. (Bronf).
Em Carbo veg. o que arde se chama abandono, ansiedade de consciência e falta de confiança. Os tormentos ardentes que provocam a culpa e este é o ponto de partida de seu sofrimento. (Strada).
Ansiedade à noite após deitar,na forma de opressão no peito, uma sensação como se o coração fosse pressionado para baixo, os objetos a sua volta parecem se tornar continuamente estreitos e menores. (Allen).
Ansiedade de consciência é vivida com remorso, e com reações opostas de moralismo e tradicionalismos. Aqueles que se mostram tradicionalistas e moralistas ao extremo são os que sentem no mais profundo de seu ser, tudo o contrário; pela mesma razão, a devoção religiosa fanática. (Bronf).
Ansiedade e desconforto causando tremores no corpo inteiro, como se houvesse cometido um crime, terminando em choro mesmo na frente de estranhos. (Hering).
Ansiedade por todas as coisas imaginárias piora antes, durante e depois do sono(temor de fantasmas, com aversão ao escuro). Timidez. (Zissu).
Avaro com sua família porém generoso com estranhos.

O Dinheiro para Carbo está relacionado com a sensação de abandono. A indiferença por sua família, uma forma de atenuar o sofrimento de se sentir abandonado. Avareza destinada a seus familiares também: “me abandonam, não os quero, não lhes dou dinheiro”. Para Carbo veg. o dinheiro substitui o afeto, que acredita ter perdido. (Bronf).
Excitação excessiva, como se estivesse muito apressada ou muito ocupada no trabalho. (Hah, 16).
Sente-se desgostoso, tudo lhe parece aterrorizante, e ele cai em desespero. (Hah,9).
Sente-se infeliz com todo o tipo de dor, mesmo as pequenas. (Hering).
Humor variável e caprichoso. Mal humorado, impaciente e desesperado, tanto que gostaria de atirar em si mesmo. (Hah,714). Mau gênio.(Trentin). (Allen).
Ilusão de ser negligenciado que produz outros sintomas relacionados como: ser afetuoso, sensação de ser infeliz, desejo de companhia e comportamento afetado. (Bronf).
Indiferença: Talvez o mais indiferente da Matéria Médica;  ouve tudo sem sensação de prazer ou desprazer e sem pensar nada a respeito.(Vann).
Irascível, irritação excessiva. Cai no choro com facilidade e ao mesmo tempo pode ri por trivialidades. (Trentin).
Rabugento, humor violento; bate,  golpeia se fica zangado.(Trentin).
A lentidão impregna seus atos. Preguiça com desânimo, indiferença pela realidade, inapto para perceber ou sentir as impressões que as circunstâncias o fazem ver. Torpor geral.Custa pensar, compreender e concentrar-se. Embotamento mental. Confuso ao despertar, está como intoxicado,como num sono. Não reage. A lentidão impregna todos seus atos.Quer permanecer deitado e dormir. (Lath).(Zissu).(Nelson).
Tem temor de noite. O escuro o desagrada porque tem visões horríveis de fantasmas. (Hering).
É muito tímido para aparecer em público. (Lath).
Medo de acidentes. (Strada).


SINTOMAS EMOCIONAIS

Afetuoso, excessivamente oprimido pela angústia; grande disposição ao choro, passional. (Hah, 45).

“Sua afetividade está diminuída. Isto é tão verdadeiro que ele não sabe se ama ou não sua mulher e seus filhos.
Nada o excita ou perturba; não fica afetado nem por um acontecimento horrível nem por um alegre.” (Dufilho, dr. Roberto).

“Na Criança apresenta apatia; está abatida e triste. Falta-lhe o dinamismo. Seu pensamento obtuso. Se a sacudirmos, ela se torna irritadiça.
Na escola ela terá com freqüência dores de cabeça occipitais caso a apressemos um pouco nas tarefas.
O que se preocupa e a tormenta, são os pesadelos que são numerosos e muito ruins. São visões de fantasmas e todo o tipo de espectros pavorosos.
Adora alimentos salgados; é agravada pelos alimentos gordurosos, com freqüência pelo leite.”( Dufilho,Dr. Roberto).




CÂNCER – Metástase.(Lath).
CIANOSE – Sensação de repleção, equimoses, estase venosa, hemorragias escuras. (Allen).
DIARRÉIA - diarréia com mucosidades amareladas e sanguinolentas. Diarréia escura, queimante, de odor cadavérico e hemorragias intestinais. (Allen).(Vann).
GANGRENA – gangrena fria úmida senil. Ulceração, com relaxamento de vasos sangüíneos e fraqueza nos tecidos. Ulceração quando uma parte sofrer traumatismo. Os tecidos são indolentes. Partes afetadas enfraquecidas desenvolvem facilmente gangrena. Qualquer pequena inflamação ou congestão torna-se preta ou púrpura e facilmente úlcera. (Cecílio).(Vann).(Kent).
Veias varicosas. (Kent).(Tyler).(Vann).
GASTRALGIA. (Vann).
GENGIVITES. (Vann).
HEMORRAGIAS – através de algum orifício mucoso; em sistemas arruinados, debilitados; o sangue escoa de tecidos enfraquecidos; força vital exaurida. (Lath).
Superfícies sangram facilmente. Ex: mulheres com menstruações que parecem nunca terminar, estendendo-se quase de um período a outro. (Trentin).(Vann).
Hemorragias de sangue escuro, negro, coagulado. Equimoses espontâneas. (Vann).
Logo após uma ferida na pele, por uma operação, as paredes das veias e capilares não se contraem e o sangue continua fluindo.(Trentin).
LARINGITE.(Vann).
TROMBOFLEBITE – varizes de membros inferiores, com úlceras de cor azul ao redor. O fundo da úlcera está negro, com cheiro forte. Não mel
Hora com o frio, mas agrava muito com o calor.(Min).
TROMBOSE- quadro agudo de trombose, tira os cobertores, não tolera os agasalhos no corpo, a transpiração é fria, porque está em colapso. Quadro é semelhante ao de Veratrum álbum, frio como gelo, por isso são dois remédios de cólera asiática. (Min).(Vann).
Queima por dentro, como carvão aceso, e um ardor dentro do corpo.(Min). (Vann).
VARIZES.(Vann). (Kent).

Importante: A auto medicação sem um olhar atento de um Homeopata pode gerar patogenegia agravando os sinais e sintomas presente.
Procure sempre o Homeopata.


Patricia Jorge Alves
Terapeuta Homeopata





Nenhum comentário:

Postar um comentário

PHOSPHORUS Phosphorus é um corpo simples da família dos metaloides, que extraímos dos ossos calcinados pelo processo...