segunda-feira, 14 de abril de 2014

CALCAREA FLUORICA




Sinonímia: Fluoreto de Cálcio, Calcium fluoricum, Fluorit, Fluor spar.

Um poderoso remédio tissular para glândulas duras, empedradas, veias varicosas, e dilatadas. Nódulos duros nos seios.
“Calcarea Fluorica vai devagar e sempre, sendo o construtor paciente da Matéria Médica.

Calcarea Fluorica (CaF2), ou fluoruto de cálcio, é um sal que se encontra no estado natural em lugares fundos, sob a forma de cristais cúbicos, octaédricos, incolores ou de cores variados, chamados também de spath flúor ou fluorina ou fluorita.


DESCRIÇÃO E HISTÓRICO:
Um pó branco de tonalidade levemente acinzentada, inodoro com a propriedade de ficar luminoso quando aquecido. Insolúvel em água, mas ligeiramente solúvel em muitos ácidos diluídos ou em ácidos minerais concentrados. Acontece na natureza em grandes depósitos.
Derrete sob o calor vermelho e quando se funde assume um aspecto vítreo.
Quem primeiro utilizou este sal de cálcio foi o Dr. Schussler. Está entre os 12 medicamentos homeopáticos que ele descreveu.

Fisiopatologia
Ação Fisiológica
As doenças localizadas na região superficial dos ossos, dentes, e fibras elásticas estão sob a dependência deste remédio.
Por isso é útil em todos os transtornos que são consequência do relaxamento de certas fibras elásticas (hiperlassidão), compreendidas na dilatação dos vasos sanguíneos, tumores vasculares, hemorroidas, varizes; ptoses de órgãos abdominais, deslocamentos uterinos, ptoses renais. A má nutrição dos ossos e particularmente dos dentes, certas exostoses (proliferação óssea na superfície de um osso), depois de um traumatismo; gânglios endurecidos (muito duros, de uma dureza de pedra). Estas características orgânicas representam o miasma sifilítico.
O que ocorre no organismo quando este sal está em desequilíbrio?
A Falta de Calcarea Fluorica no organismo parece acarretar exsudação seguida de endurecimento na superfície dos ossos a cujo nível se faz sentir mais esta falta; resultando relaxamento das fibras elásticas, dilatação dos vasos e igualmente ptoses (queda de um órgão pelo relaxamento dos ligamentos viscerais ou das paredes abdominais): ptoses viscerais, útero – ptoses, gastroptoses etc.; exudação de queratina na zona das células epidérmicas (proteína insolúvel encontrada nas unhas, pele, cabelo); esta exsudação seca facilmente produzindo crostras aderentes , o que se observa nas palmas das mãos, onde em um trabalho manual contínuo e penoso, pode-se encontrar calosidades que ali se tenham formado por esse meio.
Palavras – chave de Calcarea Fluorica
Todo medicamento homeopático possui uma ou mais palavras chave.
No caso de Calcarea fluorica não nos é possível pensarmos neste medicamento sem nos lembrarmos das palavras:
Ansioso, desalentado; tem medo sem razão, especialmente temor de ruína financeira (em nível mental). Deprimido, indecisão constante; necessita companhia, inseguro.
Endurecimento em nível físico.
Traz em sua natureza psórica a tenacidade, que lhe confere o título de “construtor paciente da matéria médica”, esse endurecimento lhe traz uma perseverança.

Calcarea Fluórica nasceu sob o signo da desarmonia. Sua psicologia durante toda a sua vida reflete esta desvantagem e suas lutas. É a partir da consciência do corpo e do reconhecimento de suas formas que se constrói, durante os dois primeiros anos de vida, a relação com o mundo exterior. A adaptação à realidade é função da imagem que cada um tem de seu próprio corpo.
Assim como a organização física, a estrutura psíquica do fluórico é marcada pela desarmonia. O psiquismo do fluórico caracteriza por numerosas contradições (consigo mesmo e com as pessoas ao redor), e por uma tendência a hipertrofia do eu. Num mesmo indivíduo encontram-se extremos de comportamento, da genialidade à idiotice.
Por causa de seu aspecto, já desde a infância desenvolve complexos. Esses complexos marcam toda a vida do fluórico, podendo evoluir por intermédio da força de vontade, por vezes notável, do complexo de inferioridade, para super compensação e complexo de superioridade, com desprezo pelos outros. Mas o desespero está permanentemente à sua espreita, e é desencadeado pelo mínimo fracasso de modo radical, com crises de desespero completo, aparecendo de dentro de si com sentimentos paroxísticos de depreciação e desejo de suicídio.
O acúmulo de tensão intrapsíquica pode levar à fúria destrutiva, incluindo vingança e crueldade. Por outro lado, pode continuar com paixões persistentes podendo ser extremas, tanto para o bem como para o mal.
A persecução de seus objetivos e ideais é realizada com “dureza e grande força”, até o fanatismo, ignorando o bem e a moralidade.
O desejo de ser notado, pode levar ao exibicionismo, exagero e à fabulação.
No Adulto pode aparecer uma verdadeira mitomania. Em troca, em relação aos outros, é suspicaz, incrédulo ou invejoso, com prazer em minimizar os méritos dos outros, porque acredita que diminuem sua própria qualidade.
Muitas vezes são pessoas estranhas, no aspecto e no comportamento(extravagância na vestimenta ou na conduta), permanentemente nos extremos, que cultiva. Personalidades muitas vezes contestadas, odiadas, mas sempre surpreendentes. Em casos extremos, podem ser personalidades pré-psicóticas ou padecer de psicopatias reais.
No período de desespero pode cair facilmente no abuso de álcool, toxicomanias ou abuso completo, com aversão ao trabalho e indolência. Igualmente, indiferença ou aversão aos membros da família.
A relação com a parte financeira, material, do mundo é poderosa, extrema e contraditória. Pode ser avaro (medo da pobreza) ou esbanjador com ostentação. Tem verdadeira paixões pelos riscos, situações de risco, empregos perigosos.
Assim como fisicamente tem tendência para fazer cistos; no plano psíquico tem uma marcada tendência para desenvolver obsessões, formas encistadas do psiquismo, isoladas da realidade (cistos psíquicos).

Calcarea Fuorica, por sua própria variabilidade, pode manter até uma idade avançada possibilidades de adaptação e de resistência que são sua força oculta. Podendo constatar o quanto existe de desarmonia à sua volta, da qual ninguém está isento, mas que a natureza, desde sua primeira infância, o gratificou com um pouco de generosidade.

Exostoses: O melhor medicamento tecidual, no crânio, maxilar inferior, dedos e membros. Hematoma parietal do recém- nascido de má resolução.

Pós – Operatório: usado no pós operatório para diminuir a tendência às aderências.

Tecidos: Sua grande indicação é fundamentalmente nas afecções das fibras elásticas e do tecido ósseo, como medicamento tecidual.

Miasma
Syphylis ou Luetismo –
O Adolescente Calcarea Fluorica projeta a insatisfação de si próprio sobre a visão do mundo: vestimentas duvidosas e vistosas, gosto pela desarmonia audiovisual, profunda necessidade de estragar e sujar, projetos sociais destruidores, sexualidade incerta.

Crianças: As crianças podem exprimir um mal estar existencial por uma ansiedade latente que traduz a sua insegurança. Vemo-las, então, tímidas, envergonhadas do mau controle gestual que as humilha, de serem desajeitadas atraindo as gozações, emotivas e temerosas no seu desejo de serem amadas.
As Crianças Calcarea Fluorica quando são bem dotados intelectualmente, lembram as crianças Aurum, pela facilidade de assimilação, sua avidez de conhecimento, sua memória bem organizada, seu gosto pela discussão e o paradoxo, seu desejo de sucesso.  Adaptados investem sua energia na procura de sucesso escolar como eles o farão adultos, em todas as suas atividades profissionais. Equilibrados na sua desarmonia, metódicos, tenazes e realizadores.
Como todos os Calcareas são espíritos analíticos que generalizadores, às vezes perdendo-se mesmo nos detalhes por excesso de aplicação. É a tendência obsessiva da vertente Calcarea; porém, procurando preferencialmente os detalhes inéditos, ridículos ou chocantes é a tendência desarmônica da vertente Fluórica. Muitos são bem dotados para a iniciação, ou até para a imitação ou a caricatura segundo seus dons ; é uma aptidão muito fluórica.
É um bom executor, um espírito prático, um homem de negócios, embora falte uma visão ampliada das coisas. (Brofman)
Tendo necessidade de movimento, mas tolerando mal a posição de pé prolongada(incham pelas varizes), traído por um corpo tão pouco satisfatório, agrava pelas mudanças de tempo, tolerando mal o frio úmido, repleto de dores tirantes, ósseas profundas, ele se retrai diante da ação e imagina a morte, por lassidão, até que uma influência exterior favorável vem felizmente lhe dar de novo o gosto de viver.

Trio das Calcareas
A evolução morfológica dos Calcarea diz: Calcarea Carbonica cresce em volta, Calcarea Carbonica cresce em volta, Calcarea Phosphorica cresce ao longo e Calcarea Fluorica cresce atravessado.

Calcarea Carbonica: tende a se conformar com o real: aceita razoavelmente, adapta-se, se for necessário “cava um buraco” e se enrola dentro, se fazendo esquecer para viver feliz.

Calcarea Phosphorica: tende a se manter distante do real: diante dos incômodos que pode se expor, foge no imaginário.
Calcarea Fluorica: corre o risco de deformar o real: consequência de sua desarmonia, uma espécie de recusa, o reflexo de sua dificuldade em aceitar sua própria imagem, pois tem precocemente consciência de sua desgraça estética.
Calcarea Fluorica mantém seu caráter difásico, mas com as desilusões da experiência aumentam suas necessidades de segurança; tendência a dar ao dinheiro mais importância do que ele realmente tem. (lathoud)
Às vezes fracassam em suas ações, não obstante suas perseveranças, justamente pela má apreciação da realidade ou por autopunição. Surge a descompensação, a fase depressiva, ainda mais que Calcarea Fluorica é fatigável.

Causas Do Adoecimento

Pais de idade avançada, desarmonizados e doentes como doenças sexuais suprimidas na juventude.
Terapêuticas pré ou neonatais (passagem transplacentária dos medicamentos). (Zissu)
A falta de Calcarea Fluorica no organismo acarreta induração na superfície dos ossos e gânglios; relaxamento das fibras elásticas, dilatação dos vasos e ptoses viscerais. Todos os transtornos são consequências do relaxamento de certas fibras elásticas causando a dilatação de vasos sanguíneos, tumores vasculares, hemorroidas, varizes; ptoses de órgãos abdominais (útero, rins etc); e má nutrição dos ossos(dentes), exostoses depois de traumatismos; gânglios indurados de uma dureza de pedra.
Alcoolismo hereditário ou adquirido.
Apelidos, deboches. O estudante sofre de apelidos com os quais seus colegas lhe ridicularizam, o adolescente se desola de seu  físico ingrato. A reparação da ferida narcísica será sempre uma motivação importante.
Carências vitamínicas e minerais.
Causas psicossomáticas durante a gravidez. Vômitos gravídicos.
Dupla ascendência: Cálcio e Flúor, este composto recebeu uma herança pouco cobiçada: assimétrico, distrófico, hiperflácido.
Embriopatias virais (rubéola)
Fatores físicos (irradiações, ultra-sons).
Fluorismo adquirido (erros higienodietéticos, policarências, doenças na infância)
Intoxicação exógenas (álcool, Chumbo, Vacinas, Flúor como prevenção de cáries dentárias).
Sífilis, luetismo, heredossífilis, heredoalcoolismo, patologia neonatal, policarências ou desequilíbrios toximetabólicos, raquitismo, anomalias genéticas. (Lath; Barb.; Zissu)
O indivíduo Calcarea Fluorica equilibrado é aquele que, graças aos aspectos positivos de sua personalidade ( coragem e vontade) e de circunstâncias felizes (satisfação afetiva) reparou verdadeiramente a “ferida narcísea primitiva”; cumprindo seus “Altos Fins de Sua Existência!


 Patricia Jorge Alves
Terapeuta Homeopata
Hipnóloga Condicionativa
Coordenadora do Curso de Homeopatia em São Paulo





                                              



CICUTA VIROSA

São três as cicutas: Cicuta virosa ou Aquática(salsa dos loucos); o Conium Maculatum (Cicuta officinalis) e Aethusa sinapium...